terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Egoísmo é defeito?

Não gosto muito de fazer citações, mas essa me chamou atenção:

"- O prazer é a única coisa merecedora de que se lhe dedique uma teoria - replicou lorde Henry, com a sua fala melodiosa e lenta. - Mas desconfio que não posso reivindicar a qualidade de autor dessa teoria. Ela pertence à natureza e não a mim. O prazer é o teste da natureza, o seu sinal de aprovação. Quando somos felizes, sempre somos bons; mas, por sermos bons, nem sempre seremos felizes.
- Ah! Mas que entende por bom?! - exclamou Basil Hallward.
- Sim - acudiu Dorian, recostando-se na cadeira e encarando lorde Henry por cima dos ramos de íris purpurinos do centro da mesa -, que entende por bom, Harry?
- Ser bom é estar em harmonia consigo mesmo - replicou o interrogado, roçando a haste fina do seu cálice com os dedos pálidos e afilados. - A discordância está em sermos forçados a viver em harmonia com os outros. A nossa vida: eis o que importa. A vida dos nossos semelhantes... quem quiser dar-se ares de pedante ou de moralista poderá julgá-la pelos seus critérios morais; mas a vida alheia não é da nossa conta. Além disso, o individualismo tem realmente a finalidade mais alta. A moral moderna consiste em aceitar-se o padrão da nossa época. Ora, a meu ver, um homem de cultura aceitar o padrão da sua época é uma forma da mais crassa imoralidade.
- Mas, meu amigo, quem viver egoisticamente, só para si, não pagará por isso um preço terrível? insinuou o pintor.
- Sim; hoje tudo se paga muito caro. [...]"
"O Retrato de Doryan Gray" - Oscar Wilde

3 comentários:

TEZ disse...

tá no emporgo neh?
Wilde é fantástico...estás no caminho certo
;***

Escriba Eventual disse...

Eu lí esse livro a uns anos atrás: muito bom! Várias discussões relevantes, assim como a do prazer e do egoísmo que você citou...
No fundo todos somos um pouco egoístas, porque até mesmo quando ajudamos os outros gostamos da sensação boa de ter feito algo bom.

Diana M. disse...

O retrato de Dorian Gray é fantástico *-*
Apaixonante em toda a sua surpresa...